Críticas de suspeitos ou inimigos declarados da fé testemunham a boa obra de Dr.Plinio: CNBB, Maduro, Chavez, Dilma, Rede Globo


Rede Globo contra a TFP

A Igreja perante a TFP: Prelados prestam homenagem a Plinio Corrêa de Oliveira

Além dos testemunhos positivos, alguns que consideram a TFP negativamente, por serem suspeitos ou inimigos declarados da fé, acabam por testemunhar a favor da Associação.

A CNBB (Comissão Nacional dos Bispos do Brasil), notória por apoiar ideias e projetos políticos esquerdistas e esquerdizantes, calando sobre a Doutrina Católica

Logo após a 23a Assembléia Geral da CNBB em Itaici, um jornal publica nota da entidade condenando a TFP.

É "notória a falta de comunhão da TFP (Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade) com a Igreja no Brasil, sua hierarquia e o Santo Padre. O seu caráter esotérico, o fanatismo religioso, o culto prestado à personalidade de seu chefe e progenitora, a utilização abusiva do nome de Maria Santíssima, conforme notícias veiculadas, não podem de forma alguma merecer a aprovação da Igreja.

Lamentamos os inconvenientes de uma sociedade civil que se manifesta como entidade religiosa católica, sem ligação com os legítimos pastores.

Sendo assim, os bispos do Brasil exortam os católicos a não se inscreverem na TFP e não colaborarem com ela" [1]

Ignorando a estranha acusação de "utilização abusiva do nome de Maria Santíssima", talvez pela grande devoção por ela dentro da sociedade, a TFP respondeu exigindo provas das alegações, e lembrou que "tão-só de passagem, é o caso de registrar a esse propósito que, poucos dias depois, tendo Frei Leonardo Boff sido suavemente punido pela Santa Sé, 17 Arcebispos e Bispos brasileiros se declararam expressamente "inconformes" com a medida. Mas a CNBB nada fez para desaprovar tão notória, e, no caso, real, "falta de comunhão" com S.S. João Paulo II" [2].

Ditadores da Venezuela: Hugo Chavéz e Nicolás Maduro na televisão

Nicolás Maduro: "Vocês são muitos jovens, não sabem o que foi a seita Tradição, Família e Propriedade. Foi uma seita criada pela CIA para formar fanáticos entre um fundamentalismo católico e um anticomunismo fascista, chamada Tradição, Família e Propiedade (TFP) que existiu na Venezuela e no Brasil. Un dos monstros da trilogía do mal que a Venezuela conhece foi capturado por esse grupo, e assim eles tem se desempenhado no país para encher de odio aos jovens" [3]

Hugo Chavez: "O candidato burguês [Henrique Capriles], ele foi membro daquela Organização fascista Tradição, Famíla e Propriedade. É fascismo ! É preciso recordar que foram uns dos golpitas. Não só apoiaram um golpe de estado e o assassinato de muitos venezuelanos (...)" [4]

Dilma Rousseff, presidente socialista do Brasil, ex-guerrilheira terrorista

Segundo o jornal Sul 21, a petista, em uma coletiva em Caxias do Sul, após passar por Porto Alegre, voltou a caracterizar os adversários como direitistas, lembrando que foram descobertos panfletos de “ultra-direitistas”, difamando sua candidatura. Referiu-se à TFP (Tradição, Família e Propriedade) – “talvez os mais jovens não conheçam, mais eu conheço bem” – que disse ser “um dos organismos mais intolerantes” [5]

Estrondo da Rede Globo contra a TFP

Uma das inúmeras campanhas publicitárias contra a TFP e seus simpatizantes foi a lançada primeiramente contra sacerdotes da Diocese de Campos em 1978. Ela começou em meados de julho, com a distribuição de panfletos que atacavam o Pe. José Olavo Pires Trindade, Vigário da cidade de Miracema, no norte fluminense. Dessa cidade da Diocese de Campos, a campanha publicitária extravasou logo para as páginas de grandes jornais do Rio de Janeiro, Niterói e até mesmo de São Paulo, que difundiram as calúnias veiculadas nos panfletos distribuídos em Miracema.

Estava assim o ambiente preparado para o programa “Fantástico”, da TV Globo, que no dia 20 de agosto investia furiosamente contra o Pe. Olavo. "Na apresentação seguinte, no dia 27 de agosto, o programa visava novamente o Pe. Olavo, mas estendia suas acusações aos Vigários das Paróquias de Bom Jesus do Itabapoana, Varre-Sai, Natividade do Carangola, Santo Antonio de Pádua e São Fidelis, e, por fim, ao próprio Bispo Diocesano, D. Antonio de Castro Mayer. Estes programas preparavam o terreno para denegrir a TFP, a qual foi colocada como instigadora dos erros nos padres de Campos, em programa do dia 3 de Setembro. O que nesse programa se disse de mais digno de nota, contra a TFP, é que esta prepara mentalidades carregadas de rancor, organiza exercícios paramilitares, constituindo-se dessa maneira num potencial de subversão direitista!..." [6].

O “Fantástico” nesta época passava no chamado “horário nobre”, das 20 às 22 horas, aos domingos, com a mais cara tabela de preços da TV brasileira, e uma audiência calculada em quarenta milhões de telespectadores, mas a campanha não surtiu o efeito esperado. A TFP resistiu intacta, sem ver diminuído o número de sócios, cooperadores, simpatizantes ou contribuintes [7].

Clique aqui para ver mais artigos em Defesa da Tradição Católica e da TFP 

------------------------------
Fontes:
[1] "Um homem, uma obra, uma gesta...". pg. 162
[2] Idem. pg. 163
[3] Disponível em: http://colarebo.com/2015/02/24/pdte-maduro-condeno-hecho-de-violencia-ocurrido-este-martes-en-tachira-estan-presos-los-responsables-video/
[4] Entrevista na televisão. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Lq0dIvnvp-U
[5] Em Porto Alegre, Dilma é recebida por multidão e ironiza Serra. 21/out/2010, 19h52min. Felipe Prestes 
[6] "Um homem, uma obra, uma gesta...", parte I, cap.III, pg.129
[7] Idem, parte II, 12, pg. 287