Roupas modestas e elegantes para homens - modéstia e elegância católica masculina - Tipo Inverno com acessórios

Para saber mais:

A decadência da indumentária ou aonde aquele que preza a elegância deve mirar, por Plinio Corrêa de Oliveira

Santos e prelados deram medida de modéstia e pudor para as vestes ?

Roupas modestas e elegantes para homens - modéstia e elegância católica masculina - Tipo Fino

Roupas modestas e elegantes para mulheres - modéstia e elegância católica feminina - Tipo Fino

Créditos das imagens para o designer. 

Já falamos da necessidade da modéstia e da elegância para os católicos. Convém apresentar algumas fotos com modelos de roupas, masculina e feminina, dentro desta mentalidade, para que inspire os interessados. Lembramos que não queremos indicar nenhuma loja ou vendedor do gênero: a isto cabe aos interessados procurarem perto da residência deles, ou perguntar para pessoas que saibam, ou se juntar em grupos que tem esse desejo, tanto em redes sociais, internet, paróquias, etc.

Aqui os trajes serão divididos em três grupos conforme nosso entendimento: social, fino, gala
. O último todos sabem que é o mais bonito possível, e que só se usa em ocasiões muitos especiais, como casamento, etc. A existência do grupo "social" é, no ocidente, mera camuflação para quem segue a linha da modéstia e da elegância. Camuflação no sentido de não sair muito de fora de um ambiente pervertido no quesito. Pois se a pessoa usa uma roupa do grupo "fino" como definimos e todos usam roupas imodestas e feias que nem sequer entram no nosso grupo "social", ela fica parecendo esquisita, os outros olham com estranheza, não querendo ficar assim, e por vezes podem fazer brincadeiras para desmerecer o traje, de modo que é ineficaz o apostolado, embora seja eficaz a modéstia e a elegância.

Por isso a idéia consiste em sempre usar o traje mais bonito de seu ambiente, para elevá-lo, mas não tanto que caia no erro acima. Se um ambiente a maioria vai de fino, vá de fino.
Se em um ambiente todos usam roupas feias e de índio, vá com o tipo social, a não ser que outra razão melhor o impossibilite, como por exemplo, é um encontro com parentes que se vestem mal mas gostam desse traje "fino", não caluniam, nem fazem piada, etc. Na missa, naturalmente, por ser um evento importante, convém honrar tal sacramento
colocando roupas boas, do grupo "fino", embora o "social" não seja pecado por estar conforme a modéstia.

O motivo para elevar sempre o ambiente é simples, é chegar até o auge da moda humana, elevar a dignidade do homem, ao contrário do que faz a moda contemporânea, que parece inspirar-se em rituais satânicos, roupas de selvagens e índios, isto é, na cultura neo-pagã, e às vezes nem isso, pois os pagãos de outrora não se vestiam tal mal. Assim como a música desarmônica desagrada, do mesmo modo a roupa feia, desarmônica, só que de um jeito sutil, pois o belo eleva a alma para as coisas sublimes, as quais tem no ápice Deus Nosso Senhor, o sumamente belo. Por isso mostraremos nesta série com fotos de roupas interessantes, as usadas na idade média e outras épocas quando a Igreja moldava a mentalidade humana, de modo que ficará ilustrado a meta na questão das vestes.

-Traje de Inverno com acessórios

Blazer e sobretudo

 
Dr.Plinio com amigos da TFP no inverno europeu

Com acessórios (luvas, chapéus, etc)