S. Teresinha profetiza o império do racionalismo "mais adiante, a ciência, ao fazer progressos, explicará tudo de maneira natural"

Negritos nossos.

Segundo conta sua irmã, a Madre Inês de Jesus.


Agosto - Uma noite, na enfermaria, se sentiu animada a confiar-me o que atribulava a ela mais do que de costume. Nunca tinha se aberto sobre esse tema dessa maneira. Até então eu só conhecia sua provação vagamente. "Se soubesse" ela me disse, "que espantosos pensamentos me assediam ! Pede muito por mim para que eu não escute ao demônio que intenta convencer-me de tantas mentiras. Se impõe ao meu espírito o raciocínio dos piores racionalistas: mais adiante, a ciência, ao fazer novos e incessantes progressos, explicará tudo de maneira natural, descobriremos a razão absoluta de tudo que existe e que hoje ainda nos constitui um problema, pois ainda há muitas coisas para serem descobertas..., etc, etc." (...) [1]


Santa Teresinha do Menino Jesus é assediada pelo demônio do racionalismo, prevê os progressos da ciência junto com as falsas teorias científicas materialistas, o positivismo contemporâneo, que é claro, leva ao profetizado reino da luxúria e do prazer, por que "tudo que há é o materialismo, então gozemos a vida", é o pensamento de muitos.

"Mãezinha, por que se tem tais pensamentos quando se ama muito a Deus ?

Enfim...ofereço estes tormentos tão grandes para alcanças a luz da fé aos pobres incrédulos e por todos os que vivem fora da fé da Igreja."

E adicionou que nunca discutia com estes pensamentos tenebrosos:

"Os sofro à força, mas enquanto os sofro não cesso de fazer atos de fé". [2]

A grande Santa de Lisieux oferece esses tormentos aos que não tem fé, porque ela sabe que é falta de fé que abre o caminho para o racionalismo.

 
Clique: Profecias Católicas

-------------------
Fontes:
[1] Últimas conversaciones, otros dichos de Teresa a la Madre Inés de Jesús, Agosto. Também em
Last Conversations, trans. By J. Clarke, ICS, 1977, p. 257-258
[2] Idem.