S. Maria de Jesus Crucificado profetiza o Castigo Mundial: "Toda a terra ficará espantada com o poder de Deus"

Veja também:

N.Senhora do Bom Sucesso profetiza a crise na Igreja "calando-se quem deveria falar", o desprezo pela extrema unção e a eucaristia  

N.Senhora do Bom Sucesso prevê: corrupção sacerdotal, impureza do mundo, Castigo Mundial e Restauração por meio dela 

A vinda do Reino de Maria provada por Teologia da História, segundo o Pe. Antonio Vieira

Beato Bartolomeu Holzhauser vê a nossa era no apocalipse: heresia, guerras, castigo e no fim a restauração


Clique aqui para ler mais profecias sobre o Castigo Mundial (bagarre), Reino de Maria, corrupção dos padres, etc

Do livro "O Príncipe dos Cruzados (Vol. I, parte I, 3a edição, Cap. V)".

S. Maria de Jesus Crucificado, nascida Mariam Baouardy (1846-1878), carmelita greco-católica melquita de Pau, França e de Belém, na Terra Santa. Foi canonizada em 2015. As citações vêm do livro de seu diretor espiritual, o Pe. Pierre Estrate (1840-1910), da Congregação do Sagrado Coração de Bétharram. Subtítulos nossos em negrito.

Características do Castigo Mundial: terremotos e comunidades religiosas castigadas

Na véspera de Natal, escreve o Pe. Estrate, ela tinha visto um homem que lhe mostrava seu coração no peito aberto, e nesse coração muitas pombas brancas. Do lado de fora, espinhos desgarravam esse coração e lhe faziam verter sangue até o chão. Era o Sagrado Coração de Jesus, que disse a ela:

"Minha filha, ninguém recolhe esse sangue, fazem-me sofrer o martírio; se eles não se converterem, Eu farei perecer os frutos da terra; e se, após esse castigo, eles não mudarem, eu arrancarei as árvores e plantarei outras e essas recolherão meu sangue” [1].

Recebia também mensagens de S.Teresa de Jesus, reformadora do Carmelo: “Santa Mãe Teresa diz que, se ela pudesse chorar, choraria por certas comunidades, mas chegará o tempo em que essas comunidades serão castigadas” [2]

“Pequenos cordeiros, não tenhais medo de Deus. Ele vai ferir a Terra, haverá terremotos. Não temais nada, recorrei exclusivamente a Deus, permanecei n’Ele, depositai n’Ele vossa confiança e não temais.

Sua misericórdia é imensa. Ele quereria espalhá-la sobre todos os homens, mas a justiça bloqueia a misericórdia. Os homens têm medo de Jesus, eles O olham como a um carrasco e, entretanto, seus olhos estão tão cheios de paternalidade!... Ele é mais branco que a neve! Ele está louco pelo homem!... Ele ama os pequenos, os débeis, Ele não ama os grandes... (...).

Quando Jesus olha seus eleitos, seu olhar faz derreter o coração... Oh! esse olhar!... Não, a terra não viu Jesus!... A terra esta coberta de crimes!... O Senhor quereria ferir e seu coração não pode!...” [3].

"Toda a terra ficará espantada com o poder de Deus três vezes Santo"

Em carta a Mons. Lacroix, bispo de Bayonne, escrita no Carmelo de Mangalore em setembro de 1871, a Beata Maria fala a propósito da adesão do bispo ao dogma da infalibilidade pontifícia:

“Monsenhor, (...) Como sois feliz por ter compreendido a verdade! Sim, a infalibilidade enfureceu todo o inferno! Satanás estrebucha. Eu vos digo, caro e bem-amado pai, eu rezo muito, mas muito pelo triunfo da Santa Igreja e pela França.

Não acrediteis que o momento da misericórdia de Deus esteja muito longe... Toda a Terra ficará espantada com o poder de Deus três vezes Santo...” [4].

Os Castigos para o mundo têm relação com as sociedades secretas

Ao seu confessor em Mangalore, escrita no Carmelo do Sagrado Coração de Pau em 7 de janeiro de 1873:

"As sociedades secretas têm seus fundamentos no inferno, seus associados têm seus pés no inferno, da mesma maneira que os justos têm seus fundamentos e seus pés no Céu.

Por que o Senhor está irritado contra a Terra? Por que castigar a Terra? Por que castigar os reinos? Porque cada um deles não se contenta com Seu reinado, eles vão à procura de outros...” [5]

A restauração da França, o papel da primogênita da Igreja

“Eu rezei muito pela França. Durante minha oração, eu vi um homem diante de mim: esse homem tinha em sua mão uma nuvem muito negra e muito densa.

Eu vi uma Virgem que rezava muito para que essa nuvem caísse num outro local que não fosse a França. O homem tinha na outra mão uma nuvem branca, mas ele queria jogar a nuvem negra antes da branca, e ele disse:

‘Após ter passado por terríveis provações, a França triunfará e será a rainha dos Reinos’” [6].
Anterior: S. Maria de Jesus Crucificado profetiza uma apostasia nunca antes vista

-------------------------------
Tradução e trechos: https://aparicaodelasalette.blogspot.com/p/a-santa-palestina.html
[1] Pe. Estrate, op. cit., p. 180-181 
[2] Pe. Estrate, op. cit., p. 298
[3] Pe. Estrate, op. cit., p. 378
[4] Pe. Estrate, op. cit., p. 368
[5] Pe.Estrate, op. cit., p. 382
[6] Pe. Estrate, op. cit., p. 206