A providência a favor de Plinio Corrêa de Oliveira II: ex-membro da TFP lança livro contra Dr. Plinio e falece repentinamente poucos dias depois

Extraído de: "O Príncipe dos Cruzados (Vol. I, parte 2, 3a edição)".

"O homem que muitas vezes repreendido endurece a cerviz, de repente será destruído sem que haja remédio". Provérbios XXIX.

"No dia marcado, Herodes, vestido em traje real, sentou-se no tribunal e lhes dirigiu uma alocução. O povo aplaudia: É a voz de um deus, e não de um homem!


No mesmo instante, o anjo do Senhor o feriu, por ele não haver dado honra a Deus. E, roído de vermes, expirou". Atos XII.

Orlando Fedeli, ex-membro da TFP que depois de 30 anos descobriu ser parte de "uma seita herética", dedicou boa parte da sua vida a compilar as "heresias da TFP". Já havia a TFP respondido as acusações em 1984 em três livros contendo mais de mil páginas, com aprovação eclesiástica de abalizados teólogos. Posteriormente, prelados como o Cardeal Stickler recusaram a "pecha satânica" de seita para a TFP. 

Mesmo assim, o pobre professor repetiu as acusações em "No país das Maravilhas: A Gnose Burlesca da TFP e dos Arautos do Evangelho". Neste coloca, entre outras coisas, a TFP e os Arautos no mesmo saco, sendo que os últimos são compostos em boa parte por dissidentes da TFP e alheios ao ideal católico tradicionalista contra-revolucionário. Porém, apesar da diferença gritante, Fedeli os mistura por motivos de detração, pois o erro de um pode ser imputado ao outro e o de ambos ao seu alvo Plinio Corrêa de Oliveira, presidente da entidade quando todos lá estavam.

Era importante para Orlando Fedeli o dia do vídeo de lançamento do seu livro, visto ser a obra esperada há quase trinta anos. Uma imensa coleta de donativos havia sido feito pela Associação Montfort, sob a presidência de Fedeli, fundador desta, para uma série de aulas ministradas em que o ex-aluno de Dr. Plinio, entre outras coisas, falaria de diversos temas e certamente da novidade: sua derradeira obra detratora lançada há nove dias [1]. Portanto, muito provavelmente seria o tema desta primeira gravação. Afinal, a última entrevista gravada de O. F. tinha sido contra Dr. Plinio e a TFP na "Rádio Italiana" [2]. 

No entanto, conta seu então discípulo Guilherme Chenta, testemunha da morte, Fedeli veio à óbito diante das câmaras: "mais dez minutos e nós teríamos gravado a morte do professor Orlando". Inesperadamente, sofreu um ataque fulminante no coração: "só nos coube segurá-lo para ele não cair no chão" [3]. Em preparação para atacar seu antigo professor e responsável pela sua conversão ao catolicismo, Plinio Corrêa de Oliveira, faleceu este ex-membro.

Dizia ele ter publicado o título no dia 31 de Maio de 2010 por constituir 27 anos da sua saída da TFP. Alegava: os 27, ou 3 ao cubo, era simbólico por representar a Santíssima Trindade [4]. Porém, morreu em 9 de Junho de 2010, isto é, 9 dias depois do lançamento do livro, ou 3 ao quadrado. Também outra coincidência simbólica da morte é tirada do comunicado de Chenta, lembrando que Orlando morreu de infarto do coração: o vídeo seria lançado no dia do Sagrado Coração de Jesus [5]. Se Fedeli esperava adquirir enorme prestígio lançando vídeos a fim de "desmascarar a Dr. Plinio e sua obra", o fato é que a providência divina roubou a cena.

Clique aqui para ver mais sobre Plinio Corrêa de Oliveira e suas profecias

-----------------------------------------
[1] http://www.legadomontfort.com.br/2010/06/page/2/
[2] http://www.radioitaliana.com.br/content/view/4275/1/
[3] Comunicado sobre o falecimento do Professor Orlando Fedeli (Guilherme Chenta) - MONTFORT: https://www.youtube.com/watch?v=phIeher89Mc
[4] http://www.montfort.org.br/no-pais-das-maravilhas-a-gnose-burlesca-da-tfp-e-dos-arautos-do-evangelho-parte-18-2/
[5] "Comunicado sobre o falecimento...", idem