Teria Dr. Plinio errado em não expulsar um futuro traidor e seus seguidores das fileiras da TFP?

Extraído de: "O Príncipe dos Cruzados (Vol. I, parte 2, 3a edição)". 

Outros artigos de interesse:

Dr. Plinio prevê a traição de uns membros da TFP pelo estado de espírito que os animava. Ou: o que Dr. Plinio achava da gritaria "Fenomenaal! Nooossa"

Dr. Plinio prevê a traição de um membro da TFP e seus seguidores com vívidos detalhes, em várias ocasiões

Apesar dos artigos anteriores mostrando as previsões de Dr. Plinio sobre um traidor e o estado de espírito que este alimentava dentre os jovens, alguns podem pensar que Plinio Corrêa de Oliveira, se fosse realmente santo ou profeta, invés de ter sido indulgente, teria expulsado em vida o traidor referido, o qual prejudicou enormemente a sua TFP após seu falecimento, causando uma divisão e debandada ao progressismo.

Nada mais longe do conhecimento da Sagrada Escritura, dos santos e da História da Igreja, como mostramos aqui.

Bíblia Sagrada

Por que Nosso Senhor não tirou o futuro traidor do Colégio Apostólico? Talvez por que ainda esperava convertê-lo?

Por que Nosso Senhor deu a Sagrada comunhão ao futuro traidor (S. João XIII, 26)? Talvez para que ele não o traísse através da graça da comunhão? 

Por que quando o traidor vinha para entregá-lo, Nosso Senhor o chamou de "amigo" (S. Mateus XXVI, 50)? Talvez para tentar convertê-lo até o último momento?

História da Igreja

São Francisco de Assis voltou de sua viagem de Roma e viu sua Ordem totalmente transviada. 

Por que um homem que tinha visões, revelações e possuía um discernimento dos espíritos elevadíssimo não impediu que isso acontecesse, mesmo em vida? 

Visto que a divisão ocorreu com Dr. Plinio morto, o "erro" deste foi menor do que de São Francisco...se fosse realmente um erro.

Do mesmo modo podemos dizer das inúmeras Ordens Religiosas com inúmeros santos e visionários os quais não viram, não profetizaram, e não precaveram os problemas do século XX, quando as Ordens Religiosas quase em sua totalidade viviam imersas em progressismo e caos.

Lógica da atitude

Uma divisão em vida de Dr. Plinio teria ocasionado certamente os mesmos resultados que ocorreram após seu falecimento, com a diferença consistindo em que Dr. Plinio, invés de se preocupar com a luta da Contra-Revolução, teria que se preocupar com milhões de processos, além de ter chance de ser preso, uma vez que alguns processos, não relacionados a isso, caminhavam para um pedido de prisão.

Além disso, a apostasia da vocação teria sido mais profunda, pois teria sido uma traição direta à fonte da vocação, de modo que o abismo no qual cairiam teria sido mais profundo, mais difícil de sair, capaz de levar muitos a drogas, suicídio, apostasia da religião. 

Em que o mundo e as almas lucrariam mais? A resposta é evidente.