S. Eduardo rei profetiza a apostasia e conversão da Inglaterra "sem quaisquer assistências nacionais", quando então dará "abundantes frutos"

S. Eduardo rei, rogai por nós!

São Domingos Sávio e São João Maria Vianney falam da conversão da Inglaterra

S. Paulo da Cruz prevê a conversão da Inglaterra entre suspiros e orações

CLIQUE para ver mais profecias Católicas relativas à restauração da Cristandade

S. Eduardo (1003-1066), rei da Inglaterra da casa de Weessex.

"Durante o mês de Janeiro, 1066, o Santo Rei da Inglaterra S. Eduardo estava confinado em sua cama por sua derradeira enfermidade, no seu Palácio real de Westminster.

São Ælred, Abade de Rievaulx, em Yorkshire, relata que pouco antes de sua bem-aventurada morte, este rei santo foi tomado por êxtase.

Nele viu dois piedosos monges beneditinos da Normandia, que ele havia conhecido em sua juventude durante seu exílio naquele país. Apareceram-lhe, e lhe revelaram o que iria acontecer com a Inglaterra nos séculos futuros, e a causa do terrível castigo. Eles disseram:

“A extrema corrupção e maldade do povo inglês têm provocado a ira justa de Deus. Quando a malícia atingir a plenitude da medida, Deus, em sua ira, enviará para o povo inglês espíritos maus, que vão puni-lo e afligi-lo com grande severidade, separando a árvore verde de suas raízes durante a extensão de três “furlongs” [N.E: medida de distância antiga, equivalente ao "estádio"].

Mas esta mesma árvore, pela misericórdia de Deus compassivo, sem quaisquer assistências nacionais (governamentais), deve retornar à sua raiz original, reflorescer e dar abundantes frutos".

Depois de ter ouvido essas palavras proféticas, o santo rei Eduardo abriu os olhos, recuperou os sentidos, e a visão desapareceu. Ele imediatamente relatou tudo o que tinha visto e ouvido a seu cônjuge, a virgem Edgitha, a Stigand, arcebispo de Cantuária, e a Harold, seu sucessor ao trono, que estavam no quarto orando em torno do leito” [1].

No mesmo artigo, a Enciclopédia Católica de 1917 comenta o seguinte:

"A interpretação dada a esta profecia é notável quando aplicada aos eventos que aconteceram. Os espíritos mencionados eram os inovadores protestantes que pretendiam, no século XVI, reformar a Igreja Católica na Inglaterra. A separação da árvore verde de seu tronco significa a separação da Igreja Inglesa da raiz da Igreja Católica, a Sé Romana. Essa árvore, entretanto, deveria ser separada de sua raiz vivificadora por uma distância de "três estádios". Tais três estádios são entendidos como os três séculos, ao final dos quais a Inglaterra seria novamente reunida à Igreja Católica e produziria flores de virtude e frutos de santidade. A profecia foi citada por Ambrose Lisle Philipps por ocasião do restabelecimento da hierarquia católica na Inglaterra pelo Papa Pio IX em 1850".

Considerando correta a interpretação para a profecia dada pela Enciclopédia até a última parte, relativa aos "três estádios", é preciso discordar com a seguinte pergunta: quais foram, após 1850, o "reflorescer e dar abundantes frutos" na Inglaterra? Um ou outro santo não traz "abundante fruto", assim como uma andorinha não faz o verão. Aquele país, desde o Beato Pio IX, só decaiu moralmente, principalmente com tantas leis iníquas aprovadas durante a segunda metade do século XX.

Se "furlong" é uma medida de distância, relacioná-lo com uma medida de tempo até a restauração da hierarquia católica em 1850 é restringir ao numeral da profecia (três). Tal exegese parece correta, todavia não inteiramente. Parece mais adequado pensar nos três furlongs como as três esferas da sociedade: a social ou temporal, a política, e a espiritual. Assim, a medida de distância, ou lenght em que a Inglaterra se separará da Santa Igreja atingirá todas as dimensões da sociedade.

Então, pela misericórdia divina, "sem quaisquer assistências nacionais (governamentais)", ou seja, sem atuação direta ou indireta da política interna, a Inglaterra voltará à fé verdadeira. Tal entendimento se harmoniza com a profecia de S. Domingos Sávio, a qual foi feita muito provavelmente após 1850, quando o santo tinha sete anos (ele faleceu com quatorze). Por fim, encaixa-se perfeitamente com o conjunto das profecias, aqui analisadas, cujo conteúdo aponta a uma restauração da Cristandade.



CLIQUE para ver mais profecias Católicas relativas à restauração

-----------------------


[1] "Vita beati Edwardi regis et confessoris", from manuscript Selden 55 in Bodleian Library, Oxford. Devine, A. (1911). Prophecy. In The Catholic Encyclopedia. New York: Robert Appleton Company. Retrieved February 13, 2021 from New Advent: http://www.newadvent.org/cathen/12473a.htm