S. Hildegarda von Bingen profetiza II: a restauração, a conversão dos pagãos, depois de guerras e sinais

Santa Hildegarda von Bingen (1098-1180), Liber Divinorum Operum, terceira parte, quinta visão. Tradução livre nossa do espanhol.

Os negritos e o asterisco final são nossos, o resto é da Santa.
Esse texto continua o texto anterior:

S. Hildegarda von Bingen profetiza I: no tempo do avanço tecnológico, laicismo, decadência dos costumes, e então o castigo tremendo


Deus estabeleceu uma ordem de que o mundo terá que alcançar o auge da cristandade

XXIII.
(...) E ainda disse o Filho, dirigindo-se ao Pai: "Recorda que a plenitude que havia no princípio não deveria ter sido secada, porque no princípio do mundo tem previsto seu fim e não tem entregado ao esquecimento, como entregará ao esquecimento os que se encaminham à perdição. Também recorda que a plenitude das gerações dos homens, que tem sido previstas no principio dos tempos e que no primeiro homem tem sido postas à prova, não tem que esgotar-se nunca nem diminuir, já que tu desejou que a geração dos homens não deveriam terminar antes do tempo estabelecido por Ti. E também por isso, quando criaste os homens , decidiste em teu coração que os teus olhos, isto é, tua ciência, que previu a plenitude de todas as coisas e as dispôs retamente, não se apartará nunca da ordem que estabeleceste, isto é, que o homem, apesar de suas desordens, não pereceria nunca completamente, nem o mundo desaparecesse* até que vejam o meu corpo com seus membros cheios de pedras preciosas, já que tem disposto que os fiéis sejam meus membros, a saber, perfeitos em tudo os que crerão em ti por minha causa e te adorarão resplandescentes como pérolas de virtudes.

Castigo da nuvem densa sobre os inimigos da Igreja, seriam os dias de trevas profetizados por outros ?

 
Naquele tempo, quando o povo cristão se prontificar a fazer de novo penitência e se flagelar com muitos castigos por seus próprios pecados, a graça divina virá em seu socorro com muitos milagres, como fez com seu antigo povo e, derrotados os inimigos, se converterão uma grande multidão de pagãos.

XXIV. E por fim, quando aquelas gentes incrédulas e malvadas invadirem por todas as partes as terras e possessões da Igreja, quando buscarão todos os modos de destruí-la e exterminá-la, como os abutres e os gaviões apertam suas presas debaixo das asas e das garras, e quando o povo cristão intentar resistir com armas, sem temer a morte do corpo, depois de se submeterem à penitência de todas as maneiras para pagar por seus pecados, virá do norte um vento espesso acompanhado de uma nuvem densa, com um denso pó, e soprará contra eles como o executor do juízo divino, de foram que suas gargantas se encheram da nuvem e seus olhos do pó, até que eles renunciem a sua ferocidade golpeados com um torpor extremo.


Deus fará milagres em defesa dos cristãos, se converterão muitos pagãos
 
Então a santa divindade fará no povo cristão sinais e milagres, como fez Moisés na coluna de nuvem e como o Arcanjo Miguel combateu em defesa dos cristãos contra os infiéis, e deste modo, os fiéis filhos de Deus, protegidos por Ele, se lançarão sobre os inimigos e os vencerão com a ajuda da força divina, matando uns e expulsando outros para fora dos confins da terra. Como consequência, una multidão imensa de pagãos se unirá aos cristãos na verdadeira fé, aclamando-os com estas palavras: "O Deus dos cristãos é o Deus verdadeiro, porque tem feitos neles estes sinais". 


A restauração virá
 
E os vencedores, que Deus terá dado sua proteção, louvarão a Deus dizendo:

"Louvamos o Nosso Senhor, Deus nosso, em verdade ele se manifesta em nós, porque somos vencedores em seu nome. Nossa força é o seu louvor, já que em seu nome temos vencido os inimigos seus e nossos, porque temos crido fielmente nele". E contudo dirão: "Prestemos atenção as palavras de Deus no Evangelho: se lançaram povos pagãos contra povos cristãos, como assim sucedeu. Portanto reedifiquemos as cidades e as aldeias que foram destruídas, e façamos elas mais fortes e protegidas do que antes, de modo que não venham mais a destruir-nos, tal como estamos agora". E nós terminaremos com todas as forças e com todas as riquezas, com vigor e generosidade.


 ----------------------------------------
* O original desta parte em espanhol é assim, caso alguns tenham uma melhor tradução."
es decir que el hombre, a pesar de todos sus desórdenes, no pereciera nunca completamente, ni el mundo faltase hasta que no vieras mi cuerpo con sus miembros lleno de gemas, ya que has dispuesto que los fieles sean mis miembros, es decir, perfecto en todos los que creen en ti por causa mía y te adoran resplandecientes como gemas de virtud."