Papa Bento XVI refuta em fotos os que o chamam de "mestre da liturgia"

Doutrina Católica sobre temas aqui tratados:

Papas, Santos e Teólogos falaram contra a comunhão na mão ? Refutação do pseudo apoio de São Cirilo de Jerusalém

A mulher coroinha, acólita, cerimoniária contra a Doutrina Católica. Falam a Bíblia, os Papas e Santos

Já mostramos como João Paulo II utilizou-se de mulheres coroinhas (até índias nuas), entre outros abusos litúrgicos. Antes de passarmos para ver o caso de Bento XVI, devemos lembrar que o próprio João Paulo II salientou na instrução "Redemptionis Sacramentum", em direção contrária a toda tradição, como visto nos artigos doutrinários acima:


"A esta classe de serviço ao altar podem ser admitidas meninas e mulheres, de acordo com o critérios do Bispo diocesano e observando as normas estabelecidas" (Cap.II, no.47).

Nestes tempos não é raro ver fotos, frases e montagens exibindo o Papa Bento XVI como uma espécie de martelo das heresias e guardião da tradição litúrgica. Um dos motivos foi sua intenção de promover a missa tridentina através do motu proprio "summorum pontificum", embora equiparando-a ao rito de Paulo VI, junto com outras idéias.

Cabe então invocar a pessoa fotografada deste Papa, hoje Cardeal, para desmentir a falsa noção que o apresenta como defensor perpétuo dos costumes litúrgicos antigos, distanciando-o da parte litúrgica do "espírito do Concílio". Isto fazemos para mostrar a verdade como ela é, crendo que o Card.Ratzinger ficaria feliz em espantar falsas noções sobre o seu tempo no Pontificado.

A primeira foto acima mostra um atento Papa, do lado de um atento Mons.Guido, outro considerado grande baluarte da liturgia, ministrar a comunhão nas mãos de uma mulher que se curva de um jeito estranho como se estivesse ganhando um presente e não Deus vivo sacramentado, e que por esta mesma razão deveria estar de joelhos se sentindo indigna de tal comunhão, recebendo-a na boca. Comenta o Bispo perito em patrística D.Athanasius Schneider, que a comunhão na mão é de origem calvinista, não tem a ver com a Igreja primitiva [1]. Muito menos poderíamos dizer da Igreja dos tempos posteriores, quando, com São Tomás já se dizia que "por respeito à Eucaristia, nada a deve tocar que não esteja consagrado. Por isso, consagram-se os corporais, os cálices, igualmente as mãos do sacerdote para tocarem este sacramento. Não é lícito, pois, a ninguém mais tocá-lo, a não ser em caso de necessidade, por exemplo se cair no chão ou em outro caso semelhante" [2].
Quando vemos a atividade litúrgica das mulheres nas fotos abaixo, as coroinhas do Papa Bento XVI, é bom recordar São Paulo na Sagrada Escritura: “As mulheres estejam caladas nas igrejas, porque não lhes é permitido falar, mas devem estar sujeitas, como também ordena a lei... porque é vergonhoso para uma mulher o falar na Igreja” I Cor 14, 34-35.

Com dor, mas com sentimento de serviço prestado no intento de exibir aos tantos católicos quantos sacrifícios e orações precisam ser feitas para afastar a crise da Santa Igreja dispomos a foto abaixo, também uma comunhão na mão ministrada então pelo Cardeal Ratzinger no funeral de João Paulo II, mas que possui uma particularidade: quem recebe Cristo em mãos é um protestante chamado Roger Schutz, membro de uma comunidade ecumênica.

A questão se põe logo, como aconteceu na época: havia ele se convertido ou não ? Fato é que, mesmo considerando a primeira opção, era notório o seu protestantismo, evidenciando a intenção do Vaticano em abrir a possibilidade de comunhão para os hereges quando não explicitou a conversão de Roger antes de ministrar publicamente tão augusto sacramento.

Mas fato também, infelizmente, é que ele não se converteu até o seu falecimento. O irmão Aloïs, prior da comunidade ecumência de Taizé, recusou as afirmações, como a do historiador Yves Chiron, que afirmaram que o fundador de Taizé tinha se convertido ao catolicismo. "O irmão Roger nunca se converteu formalmente ao catolicismo. Se ele o tivesse feito, ele teria dito, porque nunca escondeu nada de sua vida" [3].

Apesar desta pertinácia herética, para o Papa Bento XVI "o irmão Roger está nas mãos da bondade eterna e do amor eterno, pois chegou à alegria eterna" [4].
Oração aSantíssimo Sacramento em desagravo pelos abusos

    Alma de Cristo, santifica-me
    Corpo de Cristo, salva-me
    Sangue de Cristo, extasia-me
    Água que vem de Cristo, lava-me
    Paixão de Cristo, conforta-me
    Ó bom Jesus, escute-me
    Entre suas feridas, esconde-me
    Não permita que me separe de ti
    E dos exércitos do maligno, defenda-me
    E na hora da Morte, chama-me
    E deixe-me ir a ti
    e Com teus santos, louvar a ti
    Pelos séculos dos séculos
    Amém 

Papa Francisco aparece em foto de mãos dadas com um Padre revolucionário pró-direitos homossexuais. Como entender ?

Papa Francisco celebra matrimônio de casais "vivendo em pecado", segundo o Jornal The Telegraph

Clique para entender a crise na Igreja
--------------------------------------

Fontes:
[1]13 agosto 2011. http://www.religionenlibertad.com/articulo.asp?idarticulo=17082
[2] Suma Teológica, III parte, q.82, art.3, resp.
[3] Jornal La Croix. 7/9/06 - 11 H 46 Frère Roger ne s'est pas "converti". http://www.la-croix.com/Religion/Actualite/Frere-Roger-ne-s-est-pas-converti-_NG_-2006-09-06-516310
[4] Quarta-feira 17 de Agosto de 2005. Audiência geral em Castelgandolfo. http://www.taize.fr/pt_article6816.htmlhttp://pt.radiovaticana.va/storico/2005/08/17/audi%C3%AAncia_geral_em_castelgandolfo:_bento_xvi_manifesta_a_sua_tristez/por-45821