Plinio Corrêa de Oliveira: seu legado, relação das suas obras, elite intelectual e campanhas da TFP feitas com ele em vida

Continuação da série de artigos sobre Plinio Corrêa de Oliveira:

Plinio Corrêa de Oliveira: breve biografia


Plinio Corrêa de Oliveira: resumo da ação contra-revolucionária profética de 1928-42

Plinio Corrêa de Oliveira: resumo da ação contra-revolucionária profética de 1943-65

Plinio Corrêa de Oliveira: resumo da ação contra-revolucionária profética de 1966-77

Plinio Corrêa de Oliveira: resumo da ação contra-revolucionária profética de 1978-95

Plinio Corrêa de Oliveira: seu legado, relação das suas obras, elite intelectual e campanhas da TFP feitas com ele em vida

-Rompimentos

Entre membros da TFP após a sua morte

Após a morte do líder e inspirador da TFP, o Dr.Plinio Corrêa de Oliveira, houve uma grande cisão dentro da sociedade. Depois de um tempo ficou evidente que dois grupos principais se dividiram: aqueles ligados aos fundadores da TFP, e aqueles ligados ao membro João Scognamiglio Clá Dias, que posteriormente veio a ser monsenhor e superior-geral dos "Arautos do Evangelho", associação que congrega grande parte dos membros da TFP que o seguiram, e tem direito pontifício concedido em 2001 pelo Papa João Paulo II. 

Na Revista "Isto É" [1] de Novembro de 2013, se explica que, desde a sua fundação, a TFP "funcionou sob o comando de oito pessoas chamados de fundadores. Únicos com direito a voto, eles determinavam, sozinhos, os rumos da organização (...). Segundo eles, foi sob a batuta do monsenhor João Clá que, em 1997, os reformistas, conhecidos como dissidentes, levaram a disputa pelo controle da TFP à Justiça. Alegando que uma sociedade civil não pode ser administrada sem a consulta de seus membros, eles pediram a mudança no estatuto da sociedade para ter direito a voto. Embora tenham perdido em primeira instância, em 1998, conquistaram, de forma plena, a posse da sigla TFP em 2004, além de bens e de sua diretoria. Vencida, a velha guarda saiu da sociedade e criou a Associação dos Fundadores, também em 2004. O processo hoje aguarda decisão final do Supremo Tribunal Federal".

Segundo a Revista "Veja" o "movimento rebelde" dissidente "anulou o estatuto da TFP, valendo-se de um dispositivo legal segundo o qual uma sociedade civil sem fins lucrativos não pode ser gerida sem consulta a seus integrantes. Em meio a várias idas e vindas jurídicas, os rebeldes convocaram uma assembléia, elegeram uma nova diretoria e, em plena quarta-feira santa, tomaram posse do casarão do bairro paulistano de Higienópolis onde funciona a sede da entidade. Chegaram acompanhados de cinqüenta policiais – e, ao entrar, constataram que vários tapetes e imagens haviam sido levados pelos seus antecessores. Os antigos gestores da TFP perderam o direito não apenas ao teto, mas também à sigla e até ao brasão" [2]

Atualmente, depois da perda do brasão e da sigla pelos fundadores da TFP, estes formaram a "Associação dos Fundadores da TFP", e, proibidos pela justiça de usar o nome "TFP", passaram a se chamar unicamente "Associação dos Fundadores" [3], mas também se reúnem no "Instituto Plinio Corrêa de Oliveira" (IPCO).

Aqueles ligados aos "Fundadores" ou "IPCO" seguem a Plinio Corrêa de Oliveira mantendo-se como leigos participantes de uma entidade civil, fazem campanhas e comunicados contra empreendimentos revolucionários, a esquerda e o progressismo católico. Promovem a missa tridentina e críticas ao Concílio Vaticano II. Mostram sua atuação e pensamento através do antigo Mensário "Revista Catolicismo" e do site oficial do IPCO.

Já os membros ligados ao Mons.João Clá passaram, diferenciando-se de Plinio Corrêa, a atuar como associação religiosa reconhecida pela Igreja, tendo padres como mentores. Celebram a nova missa de Paulo VI, recebem de bom grado o Concílio Vaticano II e o ecumenismo. A atuação e pensamento dessa entidade é divulgada pelo site da Associação e da Revista "Arautos". Eles podem ser identificados por usarem o hábito em que Plinio foi enterrado, usado na TFP quando este era vivo, e atualmente por algumas TFP's no mundo.

Por estas e outras razões acreditamos que os fundadores foram, nesta história, os fiéis ao pensamento de Plinio Corrêa de Oliveira.

-Legado dos que ficaram fiéis

Entre os fiéis ao Dr.Plinio, podem ser citados no âmbito intelectualJuan Gonzalo Larrain, escritor de um livro com previsões de Plinio Corrêa de Oliveira, o príncipe Dom Bertrand de Orléans e Bragança, escritor do livro "Psicose Ambientalista", o jornalista Nelson Ramos Barreto, autor de alguns livros sobre reforma agrária e política, o historiador Armando Alexandre dos Santos, autor de vários livros sobre Monarquia e assuntos afins, o engenheiro Adolpho Lindenberg, conhecido por ser presidente de uma famosa construtora paulista, autor de um livro sobre Economia de Mercado, Luis Dufaur, blogueiro e autor do livro "A aparição de La Salette", único livro no Brasil com o segredo original da aparição, os irmãos Solimeo: Gustavo Antonio, Plinio Maria e Luis, autores de diversos livros, em geral biografias de santos, Mathias Von Gersdoff, autor de diversos livros na Alemanha, John Horvat II, escritor e membro da TFP Americana, Dr.Gilberto Callado, procurador de Justiça e autor de alguns livros, Pe.David Francisquini, autor de alguns livros defendendo a doutrina católica. 

-Livros de Plinio Corrêa de Oliveira [4]

1943 - "Em Defesa da Ação Católica" - 2 edições, 4.500 exemplares.

1951 - "Via Sacra" - 28 edições, 290 mil exemplares.

1959 - "Revolução e Contra-Revolução" - 26 edições, 10 idiomas, 123,7 mil exemplares.

1960 - "Reforma Agrária, Questão de Consciência" - 10 edições em 6 países, 41 mil exemplares. 

1964 - Texto “Acordo com o regime comunista: para a Igreja, esperança ou autodemolição?” - 77 edições em 8 idiomas, num total de 171 mil exemplares. Reproduzido na íntegra em 39 jornais ou revistas de treze países.

1964 - "Declaração do Morro Alto" - 3 edições, 32 mil exemplares.

1965 - "Baldeação Ideológica Inadvertida e Diálogo" - 20 edições em 5 idiomas, 136 mil exemplares.

1969 - Grupos ocultos tramam a subversão na Igreja (edição especial da Revista "Catolicismo" no.220-221, maio-junho/69) - Transcrito em jornais ou revistas em 9 países, 256 mil exemplares.

1974 - Manifesto "A Política de Distensão do Vaticano com os Governos Comunistas. Para a TFP: omitir-se ? ou resistir ?" - Publicado em 21 jornais de 10 países.

1976 - "A Igreja ante a escalada da Ameaça Comunista - Apelo aos Bispos Silenciosos" - 4 edições, 51 mil exemplares.

1977 - “Tribalismo indígena, ideal comuno-missionário para o Brasil no século XXI” - 9 edições e 87,5 mil exemplares. Publicado no Brasil e nos Estados Unidos.

1981 - "Sou Católico: Posso ser Contra a Reforma Agrária?" - 4 edições, 29 mil exemplares.

1981 - Mensagem “O Socialismo autogestionário: em vista do comunismo, barreira ou cabeça de ponte?” - 34,5 milhões de exemplares, 178 edições em 53 países.

1982 - "As CEBs...das quais muito se fala, pouco se conhece. A TFP as descreve como são" - 6 edições, 72 mil exemplares.

1985 - "A Propriedade Privada e a Livre Iniciativa, no Tufão Agro-Reformista" - 2 edições, 16 mil exemplares.

1985 - "Guerreiros da Virgem - A Réplica da Autenticidade / A TFP Sem Segredos" - Uma edição, 2 mil exemplares.

1986 - "No Brasil, a Reforma Agrária leva a Miséria ao Campo e à Cidade. A TFP Informa, Analisa e Alerta" - 5 edições, 55 mil exemplares.

1987 - "Projeto de Constituição Angustia o País" - 4 edições, 73 mil exemplares.

1993 - "Nobreza e Elites Tradicionais Análogas nas Alocuções de Pio XII ao Patriciado e à Nobreza Romana"- 11 edições, 6 idiomas, 56 exemplares.

Póstumas

1997 - "O Universo é uma catedral, exertos do pensamento de Plinio Corrêa de Oliveira recolhidos por Leo Daniele".

1998 - "A cavalaria não morre, exertos do pensamento de Plinio Corrêa de Oliveira recolhidos por Leo Daniele".

1998 - "À procura de almas com alma, exertos do pensamento de Plinio Corrêa de Oliveira recolhidos por Leo Daniele".

2008 - "A Inocência Primeva e a Contemplação Sacral do Universo, no pensamento de Plinio Corrêa de Oliveira", IPCO.

2014 - "A calma e sua gentil superioridade, exertos do pensamento de Plinio Corrêa de Oliveira recolhidos por Leo Daniele".

-Livros sobre Plinio Corrêa de Oliveira e sua obra

1980 - "Meio Século de Epopéia Anti-Comunista", Coleção Tudo sobre a TFP - 6 edições, espanhol, português e inglês. 55 mil exemplares.

1988 - "Um Homem, uma Obra, uma Gesta: Homenagem das TFP's a Plinio Corrêa de Oliveira".

1996 - "O Cruzado do Século XX", Roberto de Mattei (prefácio do Cardeal Stickler) - 4 idiomas

2001 - "Plinio Corrêa de Oliveira: Previsões e Denúncias em defesa da Igreja e da Civilização Cristã", Juan Gonzalo Larrain Campbell - Português e espanhol (2009)

2012 - "A atualidade de Revolução e Contra-Revolução de Plinio Corrêa de Oliveira", Dr. Ivanaldo Santos.

2015 - "Begegnung mit Plinio Corrêa de Oliveira: Katholischer Streiter in stürmischer Zeit" (prefácio de Roberto de Mattei), Mathias von Gersdorff.

-Livros e abaixo-assinados da TFP e de membros feitos em vida de Plinio Corrêa de Oliveira

1967 - "Frei, o Kerensky Chileno", Fábio Vidigal Xavier da Silveira - 10 edições, 3 idiomas, 129 mil exemplares.

1967 - "As Aparições e a mensagem de Fátima confome os manuscritos da Irmã Lúcia", Antonio Augusto Borelli Machado - 157 edições, 13 idiomas, 3,5 milhões de exemplares (até Junho de 1997, edição 46).

1967 - Coleção "Diálogos Sociales" (quatro folhetos de 32 páginas cada) - 14 edições, 2 idiomas, 460 mil exemplares 

1968 - Abaixo-assinado de 2 milhões de sul-americanos, pedindo a S.S. Paulo VI medidas contra a infiltração comunista na Igreja.

1970 - "Considerações sobre o Ordo Missae de Paulo VI", Arnaldo Vidigal Xavier da Silveira.

1976 - "La Iglesia del Silencion en Chile - La TFP proclama la verdad entera", TFP-Chile - 5 países, 29,5 mil exemplares. 

1980 - "Na "Noite Sandinista", o incitamento à Guerrilha dirigido por sandinistas "cristãos" à esquerda católica no Brasil e na América Espanhola" (edição especial da Revista "Catolicismo", julho-agosto de 1980) - Em português e espanhol, 6 países, 80,5 mil exemplares.

1984 - "The Whole Truth about SWAPO - Idealistic Christians and Heroes of freedom and Justice ? Or Instruments of International Communist Agression ?", TFP-USA - 11 edições, 4 idiomas, 90 mil exemplares.

1984 - "Refutação da TFP a uma investida Frustra vol.I: Três Cartas e Um comentário anti-TFP" (parecer do Pe.Victorino Rodríguez, O.P.)Átila Sinke Guimarães, Gustavo Antonio Solimeo.

1984 - "Refutação da TFP a uma investida Frustra vol.II: 470 Fichas Hagiográficas em Defesa da TFP", Gustavo Antonio Solimeo, Antonio A. Borelli Machado.

1985 - " "Brainwashing": a myth exploited by the new "therapeutic inquisition" ", TFP-USA - 16 mil exemplares.

1985 - "Servitudo ex Caritate" (parecer do Pe.Victorino Rodríguez, O.P.), Átila Sinke Guimarães.


1986 - "A TFP: uma vocação, TFP e famílias, TFP e famílias na crise espiritual e temporal do século XX" (Dois volumes, prefácio de Plinio Corrêa de Oliveira), Comissão de Estudos da TFP.

1990 - 5.218.020 assinaturas pela independência da Lituânia em 26 países. Esse abaixo-assinado na época entrou para o Guinness Book of the Records como o maior da História.

1990 - "Ser ou não ser monarquista: eis a questão !", Armando Alexandre dos Santos.

1992 - "Parlamentarismo, sim ! Mas à brasileira: com Monarca e com Poder moderador eficaz e paternal" (prefácio de S.A.R. Dom Luiz de Orléans e Bragança), Armando Alexandre dos Santos.

------------------------------------------
Fontes:
[1] A nova TFP N° Edição:  2298 |  29.Nov.13. Disponível em: http://www.istoe.com.br/reportagens/337199_A+NOVA+TFP
[2] REVISTA VEJA. Edição 1851 . 28 de abril de 2004. Disponível em: http://veja.abril.com.br/280404/p_094.html
[3] Revista "Conjur". 11 de março de 2013, 9h31. Elton Bezerra. Disponível em: http://www.conjur.com.br/2013-mar-11/disputa-controle-tfp-decidida-supremo
[4] Revista Catolicismo, Edição Especial, Novembro de 1995, pg.13. Disponível em: http://catolicismo.com.br/materia/materia.cfm?IDmat=2274D05A-3048-560B-1C75B408A11AEC9E&mes=Novembro1995&pag=13