Bento XVI chama de grande visão a cosmologia de um padre declaradamente panteísta com livros condenados pela Igreja

"Precisamente este é o conteúdo da primeira parte da oração que se segue: "Fazei com que a vossa Igreja se ofereça a Vós como sacrifício vivo e santo". Este pedido, feito a Deus, é dirigido também a nós mesmos. É uma referência a dois textos da Carta aos Romanos. Nós mesmos, com todo o nosso ser, temos que ser adoração e sacrifício, restituir o nosso mundo a Deus e assim transformar o mundo. A função do sacerdócio é consagrar o mundo a fim de que se torne hóstia viva, para que o mundo se torne liturgia: que a liturgia não seja algo ao lado da realidade do mundo, mas que o próprio mundo se torne hóstia viva, se torne liturgia. É a grande visão que depois teve também Teilhard de Chardin: no final teremos uma verdadeira liturgia cósmica, onde o cosmos se torne hóstia viva" (Celebração das Vésperas na Catedral de Aosta, Homilia do Papa Bento XVI, Sexta-feira, 24 de Julho de 2009).

Quem é o Teilhard de Chardin ?

1 - Obras condenadas

Este padre teve as suas obras condenadas, sendo objeto de um Monitum (advertência) do Santo Ofício, de 30.06.1962, no qual é afirmado que seus escritos abundam em ambiguidades e “contêm mesmo graves erros que ofendem a doutrina católica” [1].

2 - “Sou essencialmente panteísta de pensamento e de temperamento”

“Não admito a posição ‘antipanteísta’ que me atribuís. Eu sou, pelo contrário, essencialmente panteísta de pensamento e de temperamento: e eu passei toda a minha vida gritando que há um verdadeiro ‘panteísmo de união’ (Deus omnia in omnibus) (um pan-cristão, dizia Blondel) em face do pseudo-panteísmo de dissolução (oriental), Deus omnia. E, neste capítulo, não encontro em mim nenhuma simpatia pelo Criacionismo bíblico (exceto na medida que este fundamente a possibilidade de União). Do contrário, eu acho a idéia da criação bíblica mais bem infantil e antropomórfica” [2].

“Uma forma superior e sintética de ‘misticismo’, no qual a força e a sedução do panteísmo oriental convergem numa culminância!” [3].

“O  que  eu  proponho fazer é reduzir a distância entre o panteísmo e o cristianismo, mostrando aquilo que se poderia chamar de alma cristã do panteísmo ou o aspecto panteísta do cristianismo” [4].

Em carta à sua amiga Lucille Swan ele de novo reafirma seu panteísmo:

“Eu sou antes e essencialmente um panteísta nato!” [5].

Salmo em reparação (Salmo 129)

"Desde o mais profundo clamei a Ti, Senhor. Senhor, ouve a minha voz. Estejam atentos os teus ouvidos à voz da minha súplica. Se examinares, Senhor, as nossas maldades, quem, Senhor, poderá subsistir ?

Mas em Ti se acha a clemência, e por causa da tua lei pus em Ti, Senhor, a minha confiança. A minha alma está confiada na sua palavra, a minha alma esperou no Senhor.

Desde a vigília da manhã até a noite, espere Israel no Senhor. Porque no Senhor está a misericórdia, e há nele copiosa redenção. E Ele mesmo redimirá Israel de todas as suas iniquidades".

Veja mais sobre a crise na Igreja:

Papa Francisco: aumento do uso de ar-condicionados é hábito nocivo, "tal comportamento que às vezes parece suicida". Vida na selva ?

Papa Francisco citando João Paulo II diz que a Igreja (que é Santa e Imaculada) pecou na colonização dos povos da América 

João Paulo II celebra missa com homens e mulheres nus (índios), que ajudam a ler a epístola e a levar as oferendas  

Papa Bento XVI em fotos mostra que revolucionou os símbolos, roupas e paramentos Papais

Papa Bento XVI refuta em fotos os que o chamam de "mestre da liturgia"

Clique aqui para ver mais provas da crise na Igreja

-------------------------------------
[1] Apud A.M. y C.C., Teilhard de Chardin, Pierre - Opera omnia. Disponível em: http://www.opuslibros.org/Index_libros/Recensiones_1/teilhard_obr.htm
[2] Carta de 14.01.1954. Apud A.M. y C.C., Teilhard de Chardin, Pierre –Operaomnia. Disponível em: http://www.opuslib ros.org/Index_libros/Recensiones_1/teilhard_obr. htm 
[3] Carta de Paris, de 02.01.1951, in Cartas a Dois Amigos, Disponível em: https://archive.org/stream/LettersToTw oFriends/Letters_To_TwoFriends_djvu.txt
[4] Cristianismo e Evolução, p. 56, in https://archive.org/stream/ChristianityAndEvolution/Christianity_and_Evolution_djvu.txt 
[5] https://archive.org/stream/TheLettersOfTeil hardDeChardinAndLucilleSwan/Letters_to_Lucile _Swan_djvu.txt