Papa Francisco aplaudiu a frase "Lutero teria encontrado o seu Concílio no Concílio Vaticano II", escrita por um Cardeal


No dia 19 de Janeiro de 2017, o Rome Reports subiu um vídeo no youtube [1] em que o Papa Francisco recebe o Cardeal Koch junto de outros. Ali é filmado e legendado o elogio do Papa argentino com o escrito do prelado suiço no "L'Osservatore Romano", publicado no dia 17 precedente daquele mês no site oficial do jornal [2].

O que dizia este artigo de especial, além de fazer apologia à Revolução Protestante, então em pleno louvor pelo Vaticano por ocasião de seus 500 anos?

"Nesse sentido, o Concílio Vaticano II, que juntou, de modo inseparável, o compromisso ecumênico para restaurar a unidade dos cristãos e a renovação da Igreja Católica, fez uma contribuição essencial, tanto que podemos afirmar, também a este respeito, que no Concílio Vaticano II Martinho Lutero teria "encontrado o seu Concílio" "[3].

O Credo em reparação

"Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso, Criador do Céu e da Terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis. 

Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Unigênito de Deus, nascido do Pai antes de todos os séculos: Deus de Deus, luz da luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro; gerado, não criado, consubstancial ao Pai. Por Ele todas as coisas foram feitas. E por nós, homens, e para nossa salvação desceu dos Céus. E se encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria. e se fez homem. Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos; padeceu e foi sepultado. Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras; e subiu aos Céus, onde está sentado à direita do Pai. E de novo há de vir em sua glória para julgar os vivos e os mortos; e o seu Reino não terá fim. 

Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado: Ele que falou pelos Profetas. Creio na Igreja, Una, Santa, Católica e Apostólica. Professo um só batismo para a remissão dos pecados. E espero a ressurreição dos mortos e vida do mundo que há de vir. 

Amém".

Veja mais sobre a crise na Igreja:

João Paulo II homenageou o herege blasfemo Martinho Lutero nos quinhentos anos de seu nascimento

Bento XVI disse amar a Igreja cismática, lamentou as excomunhões do passado, e disse crescer na unidade ao rezar junto destes e hereges

Papa Francisco admitiu que como Papa, já duvidou da fé e repreendeu Nosso Senhor Jesus Cristo

Na Suécia, Francisco apoiou a doutrina da justificação e os frutos da Revolução Protestante. Antes, uma imagem de Lutero no Vaticano

Clique para entender a crise na Igreja


---------------------------------------------
[1] Link: https://www.youtube.com/watch?v=rhP4KY_cGDU
[2] Link: http://www.osservatoreromano.va/it/news/un-anniversario-comunione 
[3] Idem