Papa Francisco abandona cruz em missa por um cajado usado por bruxos, critica o moralismo, e faz discurso estranho sobre profecia


Acima: vídeo da missa do Papal com cajado bruxo.


Na Missa nova por ocasião da abertura da XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, no dia 3 de outubro de 2018, o Papa Francisco abandonou a férula Papal, que na tradição invariavelmente foi uma cruz riquíssima para mostrar a dignidade do Papado e de Cristo Nosso Senhor, para usar um cajado bifurcado, usado na bruxaria e por druidas (basta verificar qualquer site ou foto de rituais destes).

Na ocasião, o Santo Padre fez um discurso estranho. Comentários nossos em negrito.

"Porque sabemos que os nossos jovens serão capazes de profecia e visão, na medida em que nós, adultos ou já idosos, formos capazes de sonhar e assim contagiar e partilhar os sonhos e as esperanças que trazemos no coração (cf. Jl 3, 1)".

Além da citação bíblia não ter relação alguma, a relação de causalidade entre o sonho e esperança do adulto e a profecia e visão do jovem é totalmente inventada, sem fundamento algum. Ademais, não se especifica de que tratam tais coisas. Fosse o desejo da Cristandade, de converter os povos, faria algum sentido, do contrário mais parece o sonho gnóstico e fora da realidade.

"Que o Espírito nos dê a graça de ser Padres sinodais ungidos com o dom dos sonhos e da esperança, para podermos, por nossa vez, ungir os nossos jovens com o dom da profecia e da visão; que nos dê a graça de ser memória operosa, viva e eficaz, que, de geração em geração, não se deixa sufocar e esmagar pelos profetas de calamidades e desgraças, nem pelos nossos limites, erros e pecados, mas é capaz de encontrar espaços para inflamar o coração e discernir os caminhos do Espírito"

Dentre os profetas de calamidades se inclui o Apóstolo S.João que escreveu o livro do Apocalipse contendo mais calamidades que outras coisas? Se incluem as profecias de Nossa Senhora em La Salette e Fátima? É de se perguntar, pois o que parece é que este mundo não é um vale de lágrimas, mas um lugar para fazer utopia.

"Hoje, pela primeira vez, estão conosco também dois irmãos Bispos da China continental, a quem damos as nossas calorosas boas-vindas. Graças à sua presença, é ainda mais visível a comunhão de todo o Episcopado com o Sucessor de Pedro".

Parecendo indicar que sonhos e desejos são estes, o Papa saúda dois bispos da China, entre os quais Joseph Guo Jincai, recentemente admitido pela Igreja em um acordo chamado de traição pelo Cardeal Zen. Jincai era um bispo indicado pelo governo comunista chinês, e portanto, excomungado durante anos. Como já mostramos, ele e outros não fizeram negação da ideologia comunista para serem admitidos, antes juraram novamente lealdade ao partido comunista uma vez admitidos.

"O dom da escuta sincera, orante e, o mais possível, livre de preconceitos e condições permitir-nos-á entrar em comunhão com as diferentes situações que vive o povo de Deus. Ouvir a Deus, para escutar com Ele o clamor do povo; ouvir o povo, para respirar com ele a vontade a que Deus nos chama (cf. Discurso na Vigília de Oração preparatória para o Sínodo sobre a família, 4 de outubro de 2014)".

Vimos em outros artigos como estas "situações diferentes do povo de Deus" inclui a situação de adultério, que o Papa passou a dizer que não é de pecado mortal, recomendando dar comunhão (sacrilégio). Portanto, ou S.S. repete a mesma coisa, ou também quer aumentar ainda o escopo de "situações diferentes" para outras situações de pecado (Deus não permita).

"Esta atitude defende-nos da tentação de cair em posições moralistas ou elitistas (...)" [1]

Portanto, defender a moral é deixar-se cair em tentação, e é bom defender o igualitarismo.


Salmo em reparação (Salmo 6)

"Senhor, não me arguas no teu furor, nem me castigues na tua ira. Tem misericórdia de mim, Senhor, porque sou enfermo; sara-me, Senhor, porque meus ossos estremeceram. E a minha alma turbou-se em extremo, mas Tu, Senhor, até quando ? Volta-te, Senhor, e livra a minha alma, e salva-me pela tua misericórdia.

Porque na morte não há quem se lembre de Ti, e na habitação dos mortos, quem Te louvará ? Estou esgotado à força de tanto gemer, lavarei meu leito com lágrimas todas as noites, regarei com elas o lugar do meu descanso. 

Os meus olhos se turbaram por causa do furor, envelheci no meio de todos os meus inimigos. Apartai-vos de mim, todos os que praticais a iniquidade, porque o Senhor ouviu a voz do meu pranto.

O Senhor ouviu a minha súplica, o Senhor ouviu a minha oração. Sejam confundidos, e em extremo conturbados todos os meus inimigos, retirem-se e sejam num momento cobertos de vergonha".

Veja mais sobre a crise na Igreja:

João Paulo II homenageia o herege blâsfemo Martinho Lutero nos quinhentos anos de seu nascimento

Bento XVI diz amar a Igreja cismática, lamenta as excomunhões do passado, e diz crescer na unidade ao rezar junto deles e hereges 

João Paulo II celebra missa com homens e mulheres nus (índios), que ajudam a ler a epístola e a levar as oferendas  

Papa Bento XVI refuta em fotos os que o chamam de "mestre da liturgia"

Clique para entender a crise na Igreja

------------------------------------------------------
[1] Santa Missa por ocasião da abertura da XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos (3 de outubro de 2018). Link: http://w2.vatican.va/content/francesco/pt/homilies/2018/documents/papa-francesco_20181003_omelia-inizio-sinodo.html. Link do vídeo da missa: https://www.youtube.com/watch?v=rJlgWU6Mp3s