Beata Taigi profetiza o triunfo da Igreja no Reino de Maria depois da crise

Beata Taigi, O.SS.T
(1769-1837)
Muito santos e pessoas que morreram em odor de santidade falaram do Castigo Mundial e do Reino de Maria.

Negritos nossos.

Mons. Raffaele Natali, no processo de beatificação de Anna Maria Taigi (1769-1837), introduz o tema, e conta o quanto isso está de acordo com outros profetas:

Quase todas as almas heróicas que resplandeceram em Roma na primeira metade do século XIX, desde o Venerável Pallotti, até o Beato Del Bufalo, desde o Venerável Clausi até a Venerável Canori-Mora, profetizaram que depois da tempestade que no seu tempo se formava sobre a Igreja, depois das perseguições, que afligiam então ao Papado, teria chegado o triunfo do Catolicismo, triunfo luminoso, solene e completo.

“Desde os tempos de S.S. o Papa Pio VII, quer dizer no ano 1818, a Serva de Deus descreveu para mim a revolução de Roma e tudo o que aconteceu, e a seguir falou-me muitas vezes, aliás, de um modo muito mais espantoso, dizendo que tinha sido mitigada pelas orações de muitas almas caras a Deus, que se ofereceram a Ele em satisfação da Justiça Divina.

Passou a revolução de Roma por causa das orações dos justos, mas a iniquidade avançará depois

“Porém, ela disse-me que a iniquidade haveria de avançar triunfante e muitos que se acreditava serem bons teriam tirado a máscara, e que o Senhor queria descobrir a cizânia e que depois Ele teria sabido o que fazer dela.

“Que as coisas estariam de tal maneira convulsionadas que o homem já não seria capaz de as pôr em ordem, mas que Seu braço onipotente haveria de remediar tudo.

“Ela me disse que o flagelo da terra tinha sido mitigado, mas não o do céu que era horrível, espantoso e universal.

“Que o Senhor não o tinha dado a conhecer nem às almas por Ele mais amadas nesta terra. Que teria chegado inesperadamente e que os ímpios teriam sido destruídos."

Condições para o Castigo: irreversibilidade da Revolução

“Que antes desse flagelo todas as almas que na sua época tinham fama de santidade deveriam estar todas sepultadas.“

Condições para o Castigo: a ausência de santidade
 

Ouvia de Deus a Beata: “Agora reinam os maus costumes, a política, o respeito humano, a simulação. Há um escândalo geral por toda parte. Este é o maior e mais forte castigo que caiu sobre todo o mundo: a confusão das ideias. Muitas vezes te disse que antes do fim passaríamos pela Torre de Babel. Mas o fim virá quando Eu achar por bem” [1]
 

Condições para o Castigo: a confusão das ideias

Continua o Mons. Natali: “Que numerosos milhões de homens deveriam morrer por obra do ferro, uma parte nas guerras, outra parte em conflitos, e outros milhões de morte imprevista ‒ entenda-se que por todo o mundo.

Que, em conseqüência, nações inteiras haveriam de voltar à unidade da Igreja Católica, muitos turcos, gentios e hebreus hão de se converter de um modo que surpreenderá aos cristãos que ficarão admirados pelo fervor e observância que mostrarão com sua vida.

Numa palavra, ela disse-me que o Senhor queria purgar o mundo e Sua Igreja, e para isso ele preparava uma nova safra de almas que, desconhecidas, apareceriam para realizar obras grandes e milagres surpreendentes.

“Ela me disse que depois de que o Senhor tivesse varrido a terra com guerras, revoluções e outras calamidades, haveria de começar o céu e então teria lugar o fim de dito flagelo com uma convulsão geral de fenômenos meteorológicos os mais espantosos e com grande mortalidade. “
 

Virá um Castigo Mundial
 

“Tudo o que aconteceu não é nada. Antes bem, não é mais do que um sopro. Ah o que vai ser a definitiva! (...)

“Pobre Igreja! Pobres igrejas! Oh como estão mal cuidadas! Oh como estão mal administradas! E por quem! Ai! Para dizer toda a verdade, eu quero destruí-las todas, convertê-las em ruínas, não deixar pedra sobre pedra. Que da antiga igreja não fique sequer um sinal. (...) [2]
 


                              (corpo incorrupto da Beata Taigi)

Deus quer destruir toda a antiga Igreja, Ele acabaria com a crise na “definitiva”

"Ana Maria falava frequentemente da perseguição pela qual a Igreja ainda deveria passar e de uma infeliz época na qual seria desmascarada uma multidão de gente tida como digna de estima".
 

Será desmascarada uma multidão tida como digna de estima. Serão os progressistas, hoje tão afamados?

Certa vez, ela perguntou a Deus quem resistiria a essa terrível prova. E foi-lhe respondido: ‘Aqueles a quem concederei o espírito de humildade’. (...).

“Aprouve também a Deus revelar-lhe que, após atravessar dolorosas provações, a Igreja obteria um triunfo tão esplendoroso que os homens ficariam estupefatos, que nações inteiras voltariam à unidade da Igreja Católica de Roma e que a terra mudaria de face “ [3].


Confirma novamente o Mons. Natali: "Que, em conseqüência, nações inteiras haveriam de voltar à unidade da Igreja Católica, muitos turcos, gentios e hebreus hão de se converter de um modo que surpreenderá aos cristãos que ficarão admirados pelo fervor e observância que mostrarão com sua vida". 

Por causa disso, a conversão de nações inteiras: o Reino de Maria

 

Mons. Natali: A beata “me disse que um dia que não saberia apontar, durante os primeiros anos [das revelações], ela ouviu que o mundo ficaria reduzido a um tal estado que os poucos sacerdotes que restassem seriam constrangidos a viverem escondidos nos esgotos levando o Santíssimo Sacramento no peito” [4]
 

Como viverão os sacerdotes

Mons. Natali: “Numa palavra, ela disse-me que o Senhor queria purgar o mundo e Sua Igreja, e para isso ele preparava uma nova safra de almas que, desconhecidas, apareceriam para realizar obras grandes e milagres surpreendentes.


Ela me disse que depois de que o Senhor tivesse varrido a terra com guerras, revoluções e outras calamidades, haveria de começar o céu e então teria lugar o fim de dito flagelo com uma convulsão geral de fenômenos meteorológicos os mais espantosos e com grande mortalidade.

A Serva de Deus me disse várias vezes que o Senhor lhe fez ver no misterioso Sol o triunfo universal da nova Igreja de tal maneira grande e surpreendente que ela não podia descrevê-lo.” 


Almas enormes virão. Serão santos e taumaturgos




Veja mais sobre o tema:

Beata Taigi prevê um Papa Santo que tirará a Igreja da crise para o Reino de Maria, depois dos três dias de escuridão

Beata Isabel Canori Mora recebe revelações da crise na Igreja, de três castigos e da restauração


São Luís Maria Grignion de Montfort profetiza o Reino de Maria e os apóstolos dos últimos tempos

Deus revela a Beata Taigi que todos os padres deveriam andar de batina


Beata Taigi converge com outras previsões sobre a restauração, o Papa Santo e o grande Monarca

CLIQUE para ver mais Profecias Católicas

Artigos extraídos de "O Príncipe dos Cruzados (Vol. I, parte I, 3a edição, Cap. V)".



-----------------------------------------


Fonte: https://aparicaodelasalette.blogspot.com/p/blog-page_27.html
Todas as outras citações vem do testemunho de Mons. Raffaele Natali no processo de beatificação (Proc. Ord. fol. 695-696), apud Mons. Carlo Salotti, “La Beata Anna Maria Taigi secondo la storia e la critica”, Libreria Editrice Religiosa, Roma, 1922, 423 ps., pp. 340-342
 

[1] Manuscritos originais do Mons. Natali conservados sob a classificação MS. 337ª no Arquivo de San Carlo alle Quattro Fontane dos padres trinitários de Roma, Vol. VII, pág. 468. [2] Manuscritos originais do Mons. Natali conservados sob a classificação MS. 337ª no Arquivo de San Carlo alle Quattro Fontane dos padres trinitários de Roma, Vol. VII, págs. 265-266. 
[3] Pe. Gabriel Bouffier S.J., “La Vénérable Servante de Dieu Anna-Maria Taigi d'après les documents authentiques du procès de sa béatification”, Ambroise Bray, libraire-éditeur, Paris, 1865., pp. 251-252
[4] Manuscritos originais do Mons. Natali conservados sob a classificação MS. 337ª no Arquivo de San Carlo alle Quattro Fontane dos padres trinitários de Roma, Vol. IV, pág. 391.