"quase não haverá virgens": Nossa Senhora do Bom Sucesso profetiza a impureza no mundo, laicismo e a restauração com o Papa Santo

Nossa Senhora do Bom Sucesso, rogai por nós!

Para entender alguns conceitos aqui expostos, sugerimos a leitura prévia:


A Teologia da História prova a vinda do Reino de Maria, por Plinio Corrêa de Oliveira em 1971

A vinda do Reino de Maria provada por Teologia da História, segundo o Pe. Antonio Vieira 

Nossa Senhora do Bom Sucesso profetiza a crise na Igreja "calando-se quem deveria falar", o desprezo pela extrema unção e a eucaristia

N.Senhora do Bom Sucesso prevê: corrupção sacerdotal, impureza do mundo, Castigo Mundial e Restauração por meio dela

Clique aqui para ler mais sobre o Castigo Mundial e Reino de Maria.


Do livro "O Príncipe dos Cruzados (Vol. I, parte I, 3a edição, Cap. V)".

A aparição de Nossa Senhora do Bom Sucesso é aprovada pela Igreja, e suas profecias foram dadas a Madre Mariana de Jesus Torres (nascida em 1564). Além das comentadas aqui, outras também previram a proclamação do dogma da Assunção e da Imaculada Conceição, a Consagração do Equador ao Sagrado Coração de Jesus pelo presidente Gabriel Garcia Moreno, a independência do Equador, e a vinda do Santo Cura D'Ars.

Essas profecias são as que se referem ao século XX, explicitamente mencionado por Nossa Senhora.  


Negritos nossos.

"A atmosfera saturada do espírito de impureza que, à maneira de um mar imundo, correrá pelas ruas, praças e logradouros públicos... Quase não haverá almas virgens no mundo. A delicada flor da virgindade, tímida e ameaçada de completa destruição, luzirá de longe" (II, 135).


"Quanto ao Sacramento do Matrimônio, que simboliza a união de Cristo com a Igreja, será atacado e profanado em toda a extensão da palavra. .... Impor-se-ão leis iníquas com o objetivo de extinguir esse Sacramento, facilitando a todos viverem mal, propagando-se a geração de filhos mal-nascidos, sem a bênção da Igreja. Irá decaindo rapidamente o espírito cristão.

A impureza reinará, quase não haverá virgens, o matrimônio será atacado (isso nos lembra o divórcio, e o "casamento homossexual")

"Apagar-se-á a luz da Fé até se chegar a uma quase total e geral corrupção de costumes. Acrescidos ainda os efeitos da educação laica, isto será motivo para escassearem as vocações sacerdotais e religiosas" (II,6 e 7).

A vinda do laicismo


"Vindos os tempos de ouro para este meu Mosteiro, será feliz e premiado de Deus aquele Prelado, filho meu tão querido, o qual, conhecendo com luz divina a necessidade da sujeição imediata aos [Frades] Menores [isto, aos religiosos franciscanos] para a santificação e perfeição das filhas de minha Imaculada Conceição, pedirá ao Vigário de Meu Filho na Terra que os Menores governem este mosteiro. .... Este dia virá quando a corrupção dos costumes no mundo parecer chegar ao ápice...".(II, 134).

O prelado parece indicar o Papa Santo, de acordo com o que temos visto


"E a Igreja, qual terna menina, ressurgirá alegre e triunfante, e adormecerá brandamente, embalada em mãos de hábil coração maternal do meu filho eleito, muito querido, daqueles tempos. Fá-lo-emos grande na Terra e muito maior no Céu, onde lhe temos reservado um assento muito precioso. Porque, sem temor dos homens, combateu pela verdade e defendeu impertérrito os direitos de sua Igreja, pelo que bem o poderão chamar mártir". (II, 134) [1].


O filho eleito é outro nome para o Papa santo ou um outro santo?


------------------------

[1] Revista Catolicismo - Plinio Maria Solimeo - Fev. 1998 - http://www.catolicismo.com.br/materia/materia.cfm?IDmat=3D2D1156-3048-560B-1C531E71F3F0BCA0&mes=Fevereiro1998&pag=2. Fontes consultadas pela matéria: Madera para Esculpir la Imagen de una Santa, Mons. Dr. Luis E. Cadena y Almeida, Foundation for a Christian Civilization, NY, 1987, e Enquête sur les Apparitions de La Vierge, Yves Chiron, Librairie Académique Perrin/Mame, Saint-Amand-Montrond (França) 1995, pp. 103 e ss.¬ E também "Vida Admirable de la Rda. Madre Mariana de Jesús Torres", española y una de las fundadoras del Monasterio real de La Limpia Concepción en la Ciudad de Quito, escrita em torno de 1790 por Frei Manuel Sousa Pereira, O.F.M., em dois tomos. O autor, para escrever essa biografia, teve em suas mãos o Cuadernón, ainda não desaparecido, e muitos outros documentos fidedignos. Nas citações, o número romano refere-se ao Tomo, e o arábico, à página.