Soeur de la Nativité profetiza o racionalismo como arma do Diabo, e sua vitória na esfera civil e religiosa pela tibieza dos sacerdotes

Outras leituras recomendadas: 

N.Senhora do Bom Sucesso profetiza a crise na Igreja "calando-se quem deveria falar", o desprezo pela extrema unção e a eucaristia 

S. Teresinha profetiza o império do racionalismo "mais adiante, a ciência, ao fazer progressos, explicará tudo de maneira natural"

A Teologia da História prova a vinda do Castigo Mundial ou Bagarre, por Plinio Corrêa de Oliveira em 1971.

Clique aqui para ler mais sobre Reino de Maria, Castigo Mundial, Papa Santo

Do livro "O Príncipe dos Cruzados (Vol. I, parte I, 3a edição, Cap. V)".

Soeur de la Nativité ou 
Irmã da Natividade ou Jeanne Le Royer (1731-1798), religiosa Urbanista de Fougères. Subtítulos nossos em negrito.

O pecado do racionalismo se alastrou como praga, como lepra, falsamente proclamando-se filosofia

"Deus me fez ver a malícia de Lucifer e a intenção diabólica e perversa de seus agentes contra a Santa Igreja de Jesus Cristo. Às ordens de seu chefe, esses malvados percorreram a terra furiosos, com os desígnios de preparar os caminhos e trilhas ao anti-Cristo (...).

Eis, padre, o que vi passar pelos meus olhos. Era Satanás em pessoa, que distribuía aos seus satélites, os quais ele fazia cúmplices de suas disposições criminosas, uma certa matéria infectada com a qual ele os tocava na fronte ou sobre qualquer outro lugar da pele, como para imprimir-lhes um caráter de devotamento às suas obras. Esses satélites, assim tocados, me pareciam imediatamente cobertos de uma lepra com a qual eles iam infectar todas as pessoas que deixavam tocar por eles. Essa figura, padre, tem relação com o interior e o exterior da Igreja, e ainda que ela deva ter seu perfeito cumprimento na Revolução que começa, expressa bem as disposições e os sucessos que a prepararam desde há muito tempo.

São os esforços do inferno para destruir nas almas o Reino de Jesus Cristo, e perturbar os fiéis no exercício de sua religião. Estes emissários do demônio, estes precursores do anti-Cristo, assim se me fez conhecer, são os escritores ímpios que, por seus sistemas licenciosos e sedutores, desde há muito tempo lançaram os fundamentos da irreligião que domina a matéria infectada, por onde se comunica o contágio, e que não é outra coisa senão esta impura composição da impiedade, etc, etc, libertinagem que avança por todas as partes e que causa todo o mal, debaixo do nome enganoso de "filosofia", que ela não merece".

Aqueles que deveriam guardar a civilização dormiram: os sacerdotes. Assim, o diabo tomou o poder temporal, criou as diversas seitas (os altares), e a partir disso tomou os bens da Igreja, e inclusive se revestiu com o poder do Papa, isto é, o Papado passou a servi-la. Então, a visionária fala dos falsos pastores, os modernistas ou progressistas

"Mas, padre, eis aqui as palavras que escutei muito claramente, e as quais eu vos peço que não a mudeis, ela me pareceram vir da parte de Deus: "Os sentinelas dormiram, os inimigos forçaram as barreiras e entraram no coração da cidade. Eles chegaram até as cidadelas, onde colocaram sua sede. O poder das trevas estendeu seu império, ele fez a si uma sinagoga, ela ergueu a si altares, onde colocou ídolos para fazer-se adorar. Satanás acaba de entrar em sua sinagoga, etc, etc, etc" (...).

Eu vi um grande poder elevar-se contra a Santa Igreja. Ele arrancou, saqueou e devastou a vinha do Senhor, ele a fez servir como de escabelo aos seus pés, e a expôs ao insulto de todas as nações. Depois de ter injuriado o celibato e oprimido o estado religioso, essa soberba audaciosa usurpou os bens da Igreja, e como que se revestiu dos poderes do Santo Padre o Papa, do qual ela menosprezou a pessoa e sua autoridade...Vi vacilar as colunas da Igreja, e vi, inclusive, cair um grande número dos quais se tinha motivo para esperar mais estabilidade...Sim, padre, entre aqueles que deveriam sustentá-la, se encontraram covardes, indignos, falsos pastores, lobos vestidos com pele de cordeiro, que entraram no rebanho para seduzir as almas simples, degolar o aprisco de Jesus Cristo, e deixar a propriedade do Senhor a depredação dos ladrões, dos templos e dos santos altares à profanação...

Eis aqui o que disse o Senhor em sua cólera e na justa indignação que concebeu: 'Infelizes os traidores e apóstatas! Infelizes os usurpadores dos bens de minha Igreja, como a todos aqueles que desprezam a sua autoridade...Eles incorreram em minha indignação. Eu fulminarei essa soberba audaciosa, ela desaparecerá diante de mim como o fumo que se evapora nos ares, em punição de seus crimes. Eu voltarei a pedir uma propriedade essencialmente destinada ao mantimento de meus templos e de meus ministros, assim como ao alívio dos meus pobres. Eu endurecerei seu coração [da soberba mencionada]. Eu cegarei seu espírito. Ela cometerá pecado sobre pecado, fazendo o mal ela crerá fazer o bem, e a queda daqueles que ela embriaga será tanto mais profunda e tanto mais funesta quanto eles se elevaram ao alto por seu orgulho" [1].

O ódio a Deus tomará conta das pessoas e suas ações. Nesse tempo de luxúria, lembrar que uma das filhas do pecado da luxúria é o ódio a Deus ilumina a previsão da religiosa.


"Esta soberba é de uma natureza que alisa e corrompe os sentidos, encanta a imaginação, embota a razão e o entendimento (...). Sim, estes monstros crerão serem religiosos profanando os templos e destruindo a religião. Do mesmo modo eles se glorificarão do nome de patriotas revertendo todas as leis civis que foram a segurança da pátria, todos os princípios do patriotismo e da humanidade: o massacre mesmo dos cidadãos e dos ministros da religião será para esses cegos voluntários um ato religioso, assim como a reversão de todas as leis mais sagradas de todos os deveres (...)". 

Quando chegar no seu auge a quinta revolução, isto é, a adoração ao demônio, e quando em geral a revolução chegar ao seu auge, é quando ela cairá. A tese da irreversibilidade da revolução de Dr.Plinio é confirmada.

"Não fique então surpreso se, marchando tranquilamente numa via maldita e réproba, esses cegos voluntários chegarão a um fim trágico, e cairão no fundo de um abismo assustador com Lúcifer, o senhor deles, no momento em que, pensarão eles, como ele, que terão chegado ao alto dos céus. Tal será a sorte deles, e isto que há nela de terrível, eu vejo que em Deus a sentença está como executada, e que, sem um milagre da graça, que a nenhum pode se prometer, ela infalivelmente se executará" [2].

--------------------------------------
[1] Vie et Révélations de la Soeur de la Nativité, Beaucé, Paris, 1819, Libr. de S.A.R. Mgr.Duc d'Angoulême, Tome Premier, pg.260-265 
[2] Idem, pgs.266-268