Papa Francisco diz que tatuagem é coisa de jovem, e que não deve assustar

Antes de ler a notícia seguinte, recomendamos o nosso artigo:

Razões teológicas e filosóficas contra a tatuagem e o piercing. Resposta à objeções

Este também pode interessar:
Santos contra a imodéstia feminina na maquiagem, pintar cabelo e coisas análogas à homens

Durante a reunião pré-sinodal que começou dia 19 de Março de 2018 no Vaticano, tendo em vista o Sínodo dos Bispos sobre os jovens que acontecerá em outubro deste ano, o Papa Francisco respondeu uma das perguntas sobre como o futuro pároco se deve preparar para tratar de questões da cultura atual, como a tatuagem (grifos nossos):

Não se assustem com as tatuagens. Os eritreus, há muitos anos, faziam a cruz aqui (na testa). Ainda hoje os vemos. Tatuavam-se com a cruz. Sim, são exageros, hoje vejo alguns... 

Acho que as pessoas que têm muitas tatuagens não podem doar sangue, alguma coisa assim... porque há perigo de intoxicação. Quando se exagera, há um problema de exagero, mas não da tatuagem.

A tatuagem indica pertença. Você, jovem, que está tatuado ou tatuada assim, o que está buscando? Através desta tatuagem, a qual pertença você se refere? E começar a dialogar com isso e, a partir disso, pode-se chegar à cultura do jovem, é importante.

Mas não se assustar. Com os jovens, nunca devemos nos assustar! Nunca! Porque sempre, inclusive por trás das coisas que não são tão boas, há algo que nos ajudará a chegar a alguma verdade” [1].

Salmo em reparação (Salmo 6)

"Senhor, não me arguas no teu furor, nem me castigues na tua ira. Tem misericórdia de mim, Senhor, porque sou enfermo; sara-me, Senhor, porque meus ossos estremeceram. E a minha alma turbou-se em extremo, mas Tu, Senhor, até quando ? Volta-te, Senhor, e livra a minha alma, e salva-me pela tua misericórdia.

Porque na morte não há quem se lembre de Ti, e na habitação dos mortos, quem Te louvará ? Estou esgotado à força de tanto gemer, lavarei meu leito com lágrimas todas as noites, regarei com elas o lugar do meu descanso. 

Os meus olhos se turbaram por causa do furor, envelheci no meio de todos os meus inimigos. Apartai-vos de mim, todos os que praticais a iniquidade, porque o Senhor ouviu a voz do meu pranto.

O Senhor ouviu a minha súplica, o Senhor ouviu a minha oração. Sejam confundidos, e em extremo conturbados todos os meus inimigos, retirem-se e sejam num momento cobertos de vergonha".

Veja mais sobre a crise na Igreja:

João Paulo II homenageia o herege blâsfemo Martinho Lutero nos quinhentos anos de seu nascimento

Bento XVI diz amar a Igreja cismática, lamenta as excomunhões do passado, e diz crescer na unidade ao rezar junto deles e hereges 

João Paulo II celebra missa com homens e mulheres nus (índios), que ajudam a ler a epístola e a levar as oferendas  

Papa Bento XVI refuta em fotos os que o chamam de "mestre da liturgia"

Clique para entender a crise na Igreja

---------------------------------------------
[1] Tradução de ACI Prensa, Link: http://www.acidigital.com/noticias/o-que-o-papa-disse-sobre-as-tatuagens-26766/ Link no site do Vaticano: http://w2.vatican.va/content/francesco/it/speeches/2018/march/documents/papa-francesco_20180319_visita-pcimme.html