Refutação de uma Investida Frustra e Servitudo ex Caritate, Átila S. Guimarães Download - Livros refutando Orlando Fedeli sobre a TFP

Em virtude de seu jeito tradô (tradicionalista sem caridade),
Fedeli passou para a história como o "xerife da gnose"
A seguir, os livros da defesa da TFP perante diversas acusações gravíssimas, principalmente de seu ex-membro, o professor Orlando Fedeli, fundador da Ass. Montfort.

Em sua delirante saga, O. F. passou 30 anos dentro de uma instituição para então "descobrir" integrar uma seita secreta, mas só conseguiu apoio de duas pessoas: um bispo pouco tempo depois excomungado, e um ex-frequentador de casas de perdição, Giulio Folena.
 

O bispo foi Dom Antônio de Castro Mayer, o qual foi nomeado ao episcopado junto de D. Geraldo de Proença Sigaud por sua posição favorável ao livro polêmico elogiado por Pio XII: "Em Defesa da Ação Católica". Tal obra denunciava a infiltração progressista no Brasil nos 1930/40, e fora escrito por Plinio Corrêa de Oliveira em 1943. Ou seja, D. Mayer demorou mais de 40 anos para desvendar a "seita" também. Alguns anos após o rompimento com Dr. Plinio por causa de "anticlericalismo", D. Mayer foi excomungado por um ato cismático contra a cabeça da hierarquia clerical (S. S. João Paulo II).

Já o outro personagem que o apoiou foi Giulio Folena, autor do livro "Escravos do Profeta". Expulso da TFP em 1964 por ter sido flagrado pela polícia em LENOCÍNIO JUNTO DE OUTROS QUINZE CASAIS, Folena se manteve em um tranquilo anonimato, contraiu posteriormente matrimônio e montou um pequeno ateliê de confecções em sua própria residência. V
inte anos depois, de repente, saiu da pequena vida privada em sua modesta casa, para adentrar no mundo das viagens internacionais. Visitou cardeais e teólogos na Europa e, apoiando-se em suspeitas confidências de tais personalidades, começou a fazer declarações para a imprensa contra a TFP brasileira, ao mesmo tempo que reconhecia estar "ressentido" por ter sido excluído da entidade (cf. G. Folena, "Escravos do Profeta", EMW Editores, São Paulo, 1987, pp. 112, 139 e 140).

O. F. prestando total adesão ao "culto gnóstico-burlesco-romântico-maçônico":

Orlando Fedeli: "Dr. Plinio, terror da revolução, amor e glória dos filhos de Nossa Senhora", a "gloriosa TFP"

Orlando Fedeli se diz "à beira da loucura", "não somos traidores", profere mentiras e injuria as profecias dos Santos e Beatos



Ainda:

A Igreja perante a TFP: Papas, Cardeais, Bispos e teólogos de renome elogiam Plinio Corrêa de Oliveira


Artigos sobre o tema escritos por então representantes da TFP:

Voltando as costas a uma controvérsia-realejo [realejo, isto é, o Sr. Fedeli, que só sabia repetir as mesmas acusações sem responder a réplica da TFP], por Plinio Corrêa de Oliveira

Carta para D. Estevão Bettencourt "A TFP responde" - Átila Sinke Guimarães



Trechos de vida de santos que o Sr. Fedeli e seguidores nunca conheceram, nunca puderam entender, nunca responderam, antes consideram idolatria ou dizem que é mentira, pois preferem não acreditar que o ocorria com Dr. Plinio tenha paralelos com exemplos passados de santos:

Santos que profetizaram mas nunca fizeram milagres, santos sem milagres, mas com virtudes. O que é preciso para ser santo?

Santos que eram chamados de: "guia de sua época", "árbitro da cristandade", "alma da Igreja", "suporte do Papado"

Santos, mesmo leigos seculares, com discípulos em voto de obediência máxima: de querer, sentir e entender. "Devemos ouvi-lo como se ouvíssemos a Deus mesmo". "Não sou eu que vivo, mas meu superior é que vive em mim".

A verdadeira constituição da Ordem criada pelos santos eram eles mesmos. Muitos apontavam a mãe como origem de sua santidade

Vidas de Santos: davam bênçãos mesmo sendo leigos, as pessoas ajoelhavam-se diante deles e osculavam-lhes os pés

Vida de Santos: Declaravam a sua missão como santa ou profética, ou mesmo se diziam predestinados


Livros em defesa da TFP para DOWNLOAD:


1984 - Refutação da TFP a uma investida Frustra vol.1: Três cartas - Átila Sinke Guimarães. Parecer canônico do Pe. Victorino Rodríguez, O. P.

1984 - Refutação da TFP a uma investida Frustra vol.2: Fichas Hagiográficas em defesa da TFP - Antonio Augusto Borelli Machado, Gustavo A. Solimeo, etc

1985 - Servitudo ex Caritate [N.E: sobre votos privados na TFP] - Átila Sinke Guimarães. Parecer canônico do Pe. Victorino Rodríguez, O.P



Em inglês:

1984 - Refutation of The TFP to a Frustrated Onslaught - vol. I

1987 (Translated) - Servitudo ex Caritate [on private vows in the TFP] - Átila Sinke Guimarães

Outro livro defendendo a TFP de ataques similares:

1985 - Guerreiros da Virgem - A RÉPLICA DA AUTENTICIDADE - A TFP sem segredos